black mirror, Séries

Black Mirror – Hang the DJ

Oi alcateia! Tudo bom com vocês? Bem, eu comentei com vocês na live de 1 ano do canal que eu ia voltar a escrever aqui no blog e missão dada é missão cumprida, então aqui estou eu! Eu resolvi que aqui no blog eu vou escrever sobre as coisas que eu assisto, leio ou escuto e que nem sempre eu consigo gravar um vídeo pro canal a tempo ou é um assunto que eu não sei muito bem como encaixar lá ♥

E hoje, para começar, nós vamos falar de Black Mirror! Me julguem, mas eu nunca tinha assistido Black Mirror NA VIDA (pois é) e comecei agora por essa quarta temporada que acabou de sair. O primeiro episódio que eu assisti foi Hang the DJ e na mesma hora eu já me apaixonei! Hang the DJ vai contar a história de duas pessoas, Frank e Amy, que se conhecem quando estão utilizando pela primeira vez o “Sistema”. E o que é esse Sistema? Bem, o Sistema é literalmente o tinder do futuro! Ele marca um encontro com uma pessoa e quando vocês se encontram em um lugar pré-determinado os dois devem tocar no aparelho juntos para descobrir qual é o tempo de validade daquele relacionamento. É nesse momento que nós conhecemos os nossos protagonistas: Amy e Frank. A partir daqui o post terá alguns spoilers, então estão avisados!

Black Mirror

Os dois estão utilizando o Sistema pela primeira vez e nós conseguimos ver bem o quão nervosos os dois estão, sem saber muito como devem agir e pedindo ajuda à conselheira do sistema sobre o que eles devem fazer durante o tempo que eles tem para ficarem juntos. Logo de cara é possível se identificar com os protagonistas, com o nervosismo do primeiro encontro e a inexperiência e a série nos faz torcer por eles de uma forma magnífica usando o contraste com o segundo encontro deles com outros parceiros. O Frank acaba sendo combinado com uma mulher que de cara você rejeita pelo quanto que ela está desinteressada nele e a Amy é combinada com um homem que primeiramente parece um sonho, mas aos poucos vão surgindo problemas e os dois não vêem a hora desses relacionamentos chegarem nos seus respectivos prazos de validade.

Eu AMEI esse episódio e ele tem muitos diversos pontos positivos e reflexivos, então acho que irei por partes para poder explicar tudo o que eu extraí dele.

Relacionamentos curtos nem sempre são satisfatórios

Se teve um momento no qual eu me identifiquei muito com a Amy foi quando finalmente ela foi combinada com o Frank novamente e, exausta da quantidade enorme de relacionamentos de 36 horas que ela teve, ela resolve não olhar para a data de validade. Eu sempre fui uma pessoa que não via graça em ficar com outras pessoas. Eu nunca fui de ir na balada e pegar vários, ou ficar com garotos da rua, da escola e etc. Não vejo nenhum problema em fazer isso caso seja o que a pessoa quer e gosta, mas eu nunca gostei e já cheguei a ser julgada por isso. Relacionamentos de 36 horas não são relacionamentos. No início pode ser divertido e prazeroso, você pode saciar o seu desejo por algo sem compromisso e aproveitar para descobrir o que você gosta e não gosta, mas no fim do dia isso não é cansativo? Será que sabendo que aquele relacionamento não vai durar desde o momento em que ele começou você simplesmente para de se importar e se sente fora do seu corpo assim como a Amy? E será que isso vale a pena?

Existem no mundo pessoas que apenas pulam de relacionamento em relacionamento e enquanto eu acredito que há muito para aprender quando se está com alguém, também há muito para aprender quando se está sozinho e isso é algo que o “Sistema” nunca deixa acontecer. O sistema não te dá tempo para que você descubra quem você é sem a companhia de um parceiro, o sistema quer que você namore até encontrar o par ideal.

O preço de não cumprir uma promessa

 Com certeza, o clímax da história acontece quando o Frank resolve quebrar a sua promessa para Amy e ver quanto tempo eles teriam juntos. Primeiro nós vemos os 5 anos e ficamos felizes por saber que eles ficarão tanto tempo juntos e depois o contador começa a recalcular o tempo até que lhes restam apenas 20 horas. Toda ação que você toma tem uma consequência e a consequência de quebrar a confiança da Amy foi não só o o encurtamento do tempo que eles tinham, como também a decepção que ele a causou. Eu acredito que mesmo se eles ficassem juntos pelos 5 anos, assim que esse tempo acabasse eles iam querer se rebelar contra o sistema, mas então porque mostrá-los se separando de uma forma não amigável? Na minha opinião é para aprendermos que promessas devem ser cumpridas e que a confiança é fundamental dentro de um relacionamento. Se não existe companheirismo, acabamos apenas magoando um ao outro e destruindo as coisas boas que tivemos.

O que é amor?

Esse episódio brinca muito com a definição de amor. Amor pode ser definido por um aplicativo? Por um algoritmo? Ou o amor é algo mais complexo? Desde o primeiro encontro eles sabiam que queriam ficar juntos, mas durante o episódio nós os vemos numa batalha interna para encontrar o par perfeito e outra externa quando eles resolvem que não vão mais confiar no sistema e vão se rebelar. No fim, é o sistema quem diz com certeza se eles são um par ideal ou são eles quem chegam a essa conclusão sozinhos? Será que é preciso 1000 simulações para encontrar o amor da sua vida? Ou será que na primeira tentativa o fato deles quererem se rebelar para permanecer unidos já não diria isso? E por último, será que o fator surpresa não é importante?

Apesar deste ser um episódio um tanto otimista e por torcemos para que eles fiquem juntos, não só nós sabemos que eles são ideais um para o outro como eles também sabem. Entretanto, será que isso é o ideal? Quando começamos a nos relacionar com alguém TUDO é novidade e tudo se torna uma surpresa. Será que vou envelhecer com essa pessoa? Será que ele/ela é o amor da minha vida? Será que achei a pessoa certa? Será que vale a pena lutar por essa pessoa? Todas essas perguntas rodeiam a nossa mente e acho que seria muito triste se isso se perdesse, se apenas nos cadastrássemos um sistema e ele nos desse todas as respostas logo de cara.

Mesmo assim, se tem uma mensagem muito legal que esse episódio passa é que pessoas que se amam fazem de tudo para ficar juntas, que amor e se rebelar contra o sistema com alguém sem medo das consequências, sem medo de não saber como vai ser o futuro e isso é bem legal.

E aí? O que achou desse episódio de Black Mirror? E do post? Comenta aqui em baixo e vamos debater sobre o assunto \o/

Facebook Comments

Leave a Reply